Por que um exercício intuitivo?

O exercício intuitivo surgiu por conta do grande numero de pessoas que buscam o exercício apenas como um meio de compensação alimentar. É muito comum as pessoas escolherem um plano de exercício baseado apenas na quantidade de calorias que serão queimadas. E isso aumenta muito as chances de tornar o momento do exercício uma obrigação, uma chatice, um desprazer.

Quando você decide fazer um exercício por causa das calorias, é muito fácil desistir, não engajar, e pior… criar uma aversão pelo exercício.

A empolgação inicial até faz com que você feche um plano extenso, de vários meses, mas… você vai conseguir ir uns dois meses e olhe lá… Com isso vem também a frustração, ou seja, mais uma coisa negativa que dificulta a conquista de uma relação prazerosa com o exercício.

A busca por prazer no exercício dá trabalho como tudo na vida. Porém, é um trabalho muito bacana! Você precisa apenas adotar uma ação simples: se permitir!

Permita-se experimentar diferentes atividades, modalidades, aulas, esportes, professores, abordagens, enfim… permita-se variar, diversificar e pesquisar tudo o que existe.

Vai ter uma hora que você vai sentir um calor interior, uma fluidez, uma alegria, uma satisfação, um prazer, um estado em que parece que todo seu corpo está se reenergizando e funcionando a todo vapor, uma conexão entre corpo, mente e essência. A sua essência!

Quando isso acontecer você terá encontrado algo muito especial: você mesmo! Sim, porque praticar um exercício que te alegra e te dá prazer é estar conectado consigo mesmo, é estar envolvido num encontro com você, e só você importa nesse momento.

Esse benefício ninguém poderá conquistar por você. Só você, se permitindo experimentar poderá se religar com a sua intuição!