Qual a sua visão de saúde?

 

Um novo paradigma da saúde e da educação vem sendo discutido nos estudos científicos mais recentes. A definição de saúde como bem-estar físico, mental e social não parece mais ser o suficiente para o nível de complexidade atingido pela nossa sociedade contemporânea.

Cada vez mais o ser humano atua em mais de uma frente de trabalho e se estabelece como um ser multitarefa. Para alguns isso é algo simples de conciliar, para outros nem tanto. Se organizarmos nossas vidas em setores, será possível detectarmos vários deles. Cada setor também pode ser nomeado como dimensão.

Pare agora e pense… Quantas dimensões você reconhece na sua vida?

Na dimensão do físico temos o corpo, nossos sistemas que funcionam de forma integrada e coesa para nos manter vivos. A dimensão mental nos permite pensar, raciocinar, planejar, organizar os pensamentos, as ideias, nos conscientizar, trabalhar, nos ocupar, e por aí vai. A dimensão emocional constitui os sentimentos – alegria, tristeza, amor, raiva, medo, coragem enfim – a expressão e os manejo das emoções.

A dimensão social inclui os familiares, amigos, colegas, seguidores das redes digitais (para algumas pessoas o número de seguidores é tão/ou mais importante do que uma titulação acadêmica, por exemplo). Nessa dimensão podemos até incluir o que está no nosso entorno, as condições de moradia, do asfalto da rua, a segurança do nosso bairro. E porque não: os animais de estimação? Eles também exercem impacto na nossa saúde.

Na dimensão espiritual já temos estudos que comprovam a ligação da fé e da religiosidade com a saúde. A confiança de que existe algo maior nutre a fé, que por sua vez auxilia muitos nos momentos de doença.

Podemos citar também a dimensão financeira. Sim, afinal, sem dinheiro não realizamos muito numa sociedade em que está cada vez mais consumista e economicamente endividada. Ter problema nessa dimensão certamente afeta a saúde, você não acha?

E podemos olhar para mais dimensões ainda. O fato é que todas estão interligadas. Quando uma não está bem, as outras podem sofrer, talvez em graus diferentes. A depender de algumas características peculiares de cada ser humano, como resiliência e altruísmo, uma dimensão pode não interferir tanto na outra. Basta vermos as pessoas que não tem saúde financeira, mas que tem saúde emocional, pois não perdem o bom-humor e o otimismo mesmo em situações precárias de moradia; ou ainda aquelas que estão muito bem de saúde financeira, mas não tem boa saúde mental. E tem também aqueles que estão cheios de saúde física (e financeira), porém sofrem com problemas de saúde emocional.

Enfim, as combinações são inúmeras. E a palavra saúde então pode ser redefinida como?

Necessitamos de bem-estar, bem-viver e bem-ser. Esse paradigma é defendido por Fontes (2014), com o conceito epistemológico dos Cuidados Integrativos. Uma reunião de teorias e técnicas que amplia o olhar ao ser humano, e o reconhece como um ser que está, que vive, que existe, que sente e que merece um cuidado integral, ou seja, sistêmico e transdisciplinar.

Sendo assim a saúde multidimensional é um conceito que merece ser validado e difundido pela área da saúde e da educação. Isso porque quanto mais informação com crítica, reflexão e consciência, mais saúde teremos como consequência. Reconheça a multidimensionalidade da sua vida e descubra que você vai muito além do físico.

Portanto, expanda seus objetivos com o exercício físico. Mude sua atitude perante ao exercício. Seja mais ativo para conquistar saúde em todas as dimensões. Não limite seu exercício as questões físicas, estéticas e corporais. Não torne o seu exercício um momento único e exclusivo para queimar calorias. Torne-se um praticante de exercício intuitivo. Está mais do que na hora de (re)integrar o corpo e a mente. Está na hora de RECONHECER a UNIÃO do coração que bombeia sangue e do coração que pulsa quando sente uma emoção. Vamos praticar exercício físico para melhorar o músculo cardíaco E TAMBÉM o pulsar das emoções.

E aí? Vamos treinar a integração dos dois corações?

 

Para saber mais leia o livro Saúde é consciência do cientista Dr. Ricardo Leme.

Esse post foi escrito por Paula Costa Teixeira.

Vai compartilhar? Que legal! Lembre-se de citar a fonte.